Histórico da Equipe Hidro baja – FAHOR.

Aqui estão as informações pertinentes a toda a trajetória da equipe hidro baja – FAHOR, desde a sua criação, o seu objetivo, seus membros, os eventos e competições que participou.

O objetivo do projeto é desenvolver um protótipo de veículo “off road”, com sistema de transmissão de potência hidráulico e sistema de telemetria responsável pela transmissão de dados do protótipo para a equipe em tempo real.

Este protótipo de mini baja proporcionará, em relação aos já existentes, maior velocidade, estabilidade, torque e aceleração, além de uma estrutura mais resistente e um sistema de freios muito mais confiável.

A construção do veículo BAJA com transmissão hidráulica o identifica como um projeto inovador, o que faz deste um desafio aos integrantes da equipe, que buscam sobre tudo a garantia de serem os vencedores das competições desta categoria, divulgando o nome da Instituição de Ensino FAHOR como também divulgar o projeto.

Portanto, além do projeto Baja-SAE com transmissão hidráulica oferecer a oportunidade de os alunos se envolverem de forma intensa, desde a sua concepção até a sua construção, o material teórico disponível neste projeto, poderá servir de referência bibliográfico para outras equipes participantes das competições que desejam adotar o mesmo sistema de transmissão.

Tem como finalidade participar de diversas competições estudantis promovidas pela SAE Brasil, bem como em amostras e eventos estudantis ligados a área de engenharia.

Isso tudo proporcionará conhecimento para os integrantes fazendo com que possamos estudar as características das transmissões hidráulicas, pesquisar os sistemas de telemetria disponíveis, pesquisar as metodologias disponíveis para projeto do protótipo, estabelecer as especificações técnicas do protótipo, definir processo de fabricação do protótipo, manufatura e análises do protótipo e participar das competições do programa estudantil da SAE Brasil.

Nossa principal meta é a conclusão do protótipo, isto é, desenvolve-lo com plena condição de competir nas provas de Baja da SAE Brasil, onde o veículo deverá atender todas as normas e regras de segurança impostas. O projeto busca a apresentação de uma ideia inovadora com características únicas, que nunca foram vistas nas competições de Baja SAE Brasil, e por meio destas características, conquistar destaque em meio aos projetos estudantis de engenharia.

Nossa equipe é formada por 28 integrantes e um professor orientador, que são: Ariel Rugieri Dotto, Carlos Backes, Cristiano Luis Becker, Cristian Kieling, Diego Luis Tauchen, Eduardo Ludvig, Eduardo Uhlmann, Eliézer Uhlmann, Érixon Bender Fieldkircher, Fernando Gnatta, Heldemar Graupe Junior, Henrique Diehl, Italo Godoy, Jaqueline Raquel Bender, Jeferson Peiter, Kassio Melchior, Lenon Grossl, Luís Eduardo Bastos Nix, Magnos Darlan da Rosa, Mario Zorzi, Matheus Reckziegel, Pablo Stamm, Paulo Rodrigues, Ronan Samuel Hartmann, Tomaz Araujo Silveira e orientados por Richard Thomas Lermen.

A equipe é divida em módulo, sendo esses sistemas do protótipo, por exemplo: direção, suspensão, pneu/roda, transmissão, freios, sistema elétrico, ergonomia e acabamento, manutenção e manufatura e áreas administrativas como marketing, relatórios, modelagem e compras.